Revista Bá

Claudia Tajes +10

Quase duas décadas depois da publicação do best-seller Dez (quase) Amores, Claudia Tajes lança agora uma continuação: Dez (quase) amores + 10, pela Editora Belas Letras, com sessão de autógrafos na próxima segunda-feira (6), durante a Feira do Livro de Porto Alegre. O livro intercala os primeiros dez quase amores da personagem Maria Ana, dos anos 2000, com os dez quase amores de agora. A jovem cheia de ilusões que não estava nem aí para o politicamente correto e que acreditava que, em algum lugar de sua história, haveria um grande amor a sua espera, chegou aos 40 anos. E a vida, claro, não é mais a mesma. Depois de ter casado e descasado, de ter aprendido a ter mais cuidado com o que fala e a ter sérias dificuldades de acreditar nas coisas (o que pode ser traduzido como amadurecer) ela imagina que algo muito bom está para acontecer nestes tempos de Tinder.

Para Martha Medeiros, que assina o prefácio, "quem mudou nesses dez anos foi Claudia Tajes. Se no primeiro volume de Dez (quase) Amoresnos fazia rir com as trapalhadas de sua personagem, agora ela tripudia: é uma gargalhada seguida de outra. Cada vez mais inspirada e com a mão firme para a comédia de costumes, Claudia nos conduz para o maravilhoso mundo da bizarrice romântica e faz do 'não dar certo' seu grande acerto literário". A sessão de autógrafos rola na Praça, às 17h30.

Claudia é gaúcha, cronista e roteirista, e colunista da REVISTA BÁ. Foi com Dez (Quase) Amores que estreou na literatura, em 2000, tornando-se best-seller instantâneo. Também lançou outros nove livros, como A Vida Sexual da Mulher Feia, adaptado para o teatro, e Louca por Homem, que deu origem à série da HBO Mulher de Fases. Mora no Rio de Janeiro, onde é roteirista da Rede Globo.